segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Desmistificação

Anoitecem os sentidos:
Pois que a alma esvazia-se
Esvaia-se.
Pois que todo misticismo insuficiente é
Para os que dormem de olhos abertos
Para os que assistem a noite chegar –
De olhos abertos –
Neutralizando as impressões
Existentes na latência do gesto,
Do gosto, do sentido,
Do emudecimento desnutrido
Pela inteligêcia sobre-humana
Da emoção sobre-existêncial

Sobre a não-vida que nos habita.