sexta-feira, 23 de março de 2012

Espelhos.

Estou farta de cama e precisando de calma.
Esqueço a calçada, o calçado sórdido - que
Anda descalço disfarçando o tempo...
Preciso é passear a esmo... Paz e ar...
Olhar fotograficamente as coisas, com arte.
Com a sensibilidade chorosa de alguém
Cujas pernas, de tanto abraçarem o mundo,
Ficaram quebradas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário