quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sinfônica dos vinte anos



Gota a gota, pingo vidas dispersas e me dilúvio em tréguas
Disparo.
Folha que amarela-caduca desprega lentamente, caindo...
O tempo vai levando-a... molhando, secando, molhando...
Canoa que segue o curso do rio, à deriva de espaço, rio.
No canto da boca um sorriso em canoa e uma lágrima
                                                    [em que navega].

Nenhum comentário:

Postar um comentário