terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Famigerar



Tenciona as veias do corpo
como quem nelas não quer sangue mais ter
Tensão premeditada em cadeia
                Em vista de segundas intenções latentes
Tesão multifacetado em diversos orgasmos
                De tanto amor, de tanta boa vontade
Teresa, ah Teresa, mal sabes que sobre a mesa
                Ponho o sol, te sirvo o mar e me deságuo
Tigresa, não ponha garfos, facas, pratos, copos
                Tudo assim tão arrumado: ponha tudo e pronto

Um comentário: